Lamb ingressa no mercado imobiliário com empreendimentos residenciais em Santa Maria e Santa Cruz - Lamb Construções e Engenharia

Lamb ingressa no mercado imobiliário com empreendimentos residenciais em Santa Maria e Santa Cruz

Além da sua já consolidada expertise em obras comerciais e industriais de alta complexidade, a Lamb Construções ingressou também no mercado imobiliário. Esse ingresso se dá com a construção de dois empreendimentos residenciais de grande porte, sendo o primeiro, de nome Residencial Hera, localizado na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e contemplando 180 apartamentos, e o segundo, de nome Condomínio Terra Nova, em Santa Cruz, também no RS, com 182 casas.

Conheça mais sobre os empreendimentos residenciais

Ao todo, ambos empreendimentos somam em torno de 17.000 m² de área construída, e possuem unidades habitacionais de aproximadamente 49 m² privativos, além de contarem com infraestrutura de salão de festas e outras áreas de convivência. Para Júlio Lamb, diretor da Lamb Construções, o “maior desafio desta nova área de atuação é a combinação de desafios de engenharia inerentes a construção civil somada à necessidade de definição adequada do produto que atenda às necessidades e satisfaça às exigências dos clientes, em uma interação conjunta de engenharia com inteligência comercial e de vendas”.

Ambas as obras foram recentemente auditadas, por auditoria externa, e confirmaram a certificação da Lamb no selo PBQP-H nível “A”, cuja auditoria avalia questões ligadas à melhoria da qualidade do habitat e à modernização produtiva, objetivando tornar o setor de construção civil mais competitivo, reduzir os custos relacionados à elevação da qualidade das construções e buscar maior confiabilidade dos agentes financiadores e do consumidor final.

Além disso, ambos empreendimentos também estão sendo construídos em conformidade com a Norma de Desempenho NBR 15575, da Associação Brasileiras de Normas Técnicas (ABNT), a qual preconiza as condições de conforto do morador na unidade habitacional, considerando principalmente fatores como iluminação natural, conforto térmico e isolamento acústico.

A previsão da Lamb é que as primeiras unidades habitacionais do Residencial Hera sejam entregues até o mês de maior de 2020. Já quanto ao Condomínio Terra Nova, as primeiras entregas estão previstas para o mês de junho de 2019. Ambos empreendimentos estão sendo construídos na modalidade “Minha Casa Minha Vida”, tendo cumprido com todas as normas técnicas e critérios financeiros exigidos pela Caixa Econômica Federal.

Soluções de engenharia utilizadas para superar os desafios da construção de empreendimentos residenciais

Frente ao desafio dos curtos prazos, a solução de engenharia adotada foi a utilização de sistemas de parede de concreto moldado in loco – o mais moderno recurso de industrialização de processo, no que tange empreendimentos residenciais.

Utilizado pelas maiores construtoras do país, este sistema de paredes consiste na utilização de uma forma de alumínio ou de polipropileno, a qual é preenchida com concreto, formando rapidamente as paredes. Esta técnica construtiva substitui o sistema tradicional, de alvenaria convencional (tijolos) ou alvenaria estrutural (blocos cerâmicos).

O ganho de velocidade e a racionalização de mão de obra e de materiais são os benefícios principais desta técnica construtiva, de modo que o custo final da obra pode ser reduzido, devido à  redução dos custos indiretos de equipe que permanece no canteiro, face a redução do prazo, reduzindo assim, também, o ciclo de construção do empreendimento, gerando inúmeros benefícios também na etapa comercial de vendas.

Por fim, mas não menos importante, há também a vantagem do viés sustentável da utilização da parede de concreto moldada in loco. Além de consumir menos matéria-prima, uma mesma forma desta parede pode ser reaproveitada até 10 mil vezes, contribuindo para a redução de resíduos da obra.

Vale lembrar que reduzir o prazo de execução também contribui para outros dois fatores importantes. Um deles é a economia de água e de energia elétrica, melhorando  a performance sustentável da obra de maneira generalizada. Outro, refere-se à redução do tempo da de mão de obra em canteiro,  reduzindo também, com isso, a exposição dos colaboradores a situações de risco durante a execução do empreendimento.